nTurismo – conheça o mundo

visite o mundo sem sair de casa

Centro Andaluz de Arte Contemporanea

 

No presente e com base em três conceitos básicos que ligar-na defender a exclusividade em comparação com a padronização e o entretenimento, a vocação da inter disciplinaridade e construção da Comunidade e análise crítica do Museu de mediações, estamos no início de um processo de transição para encontrar um local que define entre dois modelos de mediação cultural: o centro de arte e centro cultural. O objetivo é desenvolver uma lista de definições aceitáveis de uma área de atividade cultural que o encontro com a alteridade terá lugar sem conquista ou dominação.

A abordagem histórica, ‘O Centro Andaluz de Arte Contemporâneo (CCAA)’ foi criado em fevereiro de 1990 com a intenção de fazer a região de uma instituição adequada à investigação, conservação, promoção e divulgação da arte contemporânea. Posteriormente, ele começou a adquirir obras com a idéia de ir dando os primeiros passos na criação de uma coleção permanente de arte contemporânea.

Em 1997, o Mosteiro de la Cartuja se tornou a sede do Centro, um passo decisivo em sua evolução. Este decreto levou à alteração da sua carta e a conversão de um corpo ‘CAAC’, autônomos anexados ao Ministério da cultura, que assumiu a gestão do pessoal e coleções do antigo site monumental do mosteiro e o Museu de Sevilha arte contemporânea.

Desde a sua criação, um dos principais objetivos do centro andaluz de arte contemporânea tem vindo a desenvolver um programa de atividades com intenção clara educacional, visa promover o estudo e a promoção da criação artística contemporânea internacional em suas mais variadas expressões. Exposições temporárias, seminários, oficinas, exibições, reuniões, concertos, festivais de cinema, conferências… eram as ferramentas de comunicação utilizadas para esta finalidade.

A oferta cultural do centro é complementada por uma visita ao monumento propriamente dito tem um patrimônio artístico e arqueológico importante, um produto da sua longa história.

Imagens (c): Biacs3_Sevilla; Mgonzalezj_Curro_González

MuseusSítios arqueológicos

turista • 5 de Julho de 2012


Previous Post

Next Post

Deixe uma resposta

Your email address will not be published / Required fields are marked *