nTurismo – conheça o mundo

visite o mundo sem sair de casa

Mosteiro de Alcobaça

 

Em virtude de suas dimensões magníficas, a clareza de estilo arquitetônico, a beleza do material utilizado e o cuidado com que foi construído, o mosteiro cisterciense de Santa Maria de Alcobaça é uma obra-prima da arte gótica cisterciense. Ele testemunha a disseminação de um estilo estético que se desenvolveu na Borgonha a quando do ‘ St Bernard’ e a sobrevivência do asceta, ideal que caracterizam estabelecimentos precoce da ordem como ‘Fontenay’. Os túmulos de D. Pedro e de Inês de Castro estão entre as mais belas esculturas funerárias gótico.

O mosteiro é também um exemplo sobressalente de um grande estabelecimento cisterciense com uma única infra-estrutura de sistemas hidráulicos e edifícios funcionais. Merecidamente famosa, a cozinha do século XVIII adiciona o interesse do grupo de edifícios monásticos do período medieval (claustro e lavabo, Sala de capítulo, salão, dormitório, Sala dos monges e refeitório).

A Fundação do mosteiro está intimamente ligada com o início da monarquia portuguesa. Quando Afonso Henriques foi proclamado rei Afonso eu em 1139, ele baseou sua reconquista política sobre os cruzados – cruelmente presentes em Lisboa, em 1147 – e ordens religiosas. Alcobaça foi dada para os monges cistercienses no reconhecimento da vitória da Santarém (1152), com o entendimento de que iriam colonizar e trabalhar as terras ao redor. Os monges de branco já bem estabelecidos pela 1153, ano da morte de ‘St Bernard de Clairvaux’, Alcobaça foi, assim, o último da geração durante a vida do Santo.

Imagens (c): karstenkascais; Duca696;Duca696

MonumentosMosteirosPatrimónio da Humanidade

Automatico • 23 de Junho de 2012


Previous Post

Next Post

Deixe uma resposta

Your email address will not be published / Required fields are marked *