nTurismo – conheça o mundo

visite o mundo sem sair de casa

Sé Velha

É a mais antiga catedral em Salamanca. Chama-se Sé Velha para diferenciá-la de outro conhecido como a Catedral nova, mas seu nome é a Catedral de Santa Maria Maggiore.

Aparentemente a Catedral anterior, que supõe visigótica, chamado Santa Maria la Blanca, quando restaurada por Raimundo de Borgonha, deve ter estado em muito mau estado, se não foi demolida.

Jerónimo de Perigord, primeiro bispo de Salamanca, após a restauração da diocese, logicamente planejava construir uma nova Catedral. Vamos discutir a data de início das obras, porque enquanto alguns argumentam que ele estava em 1110, outros defendem que apenas começou em 1140, graças a Don Berengário, Bispo de Salamanca e chanceler de Alfonso VII.

No abrigo da Catedral nasceram algumas escolas, que seria o germe da Universidade de Salamanca, e cuja existência pode ser pesquisada em alguns documentos por volta de 1130, quando seu professor participa de um Conselho de carniça. Há também documentos de 1163 em que aparecem os clérigos de fora da Espanha, que aparentemente eram estudantes, indicando que as escolas eram importantes.

Professores trabalharam em construção com Pedro de la Obra, John Franco e Pedro Perez, que projetou um edifício que serviria tanto para usos religiosos como defensivos. Na verdade, aparentemente a tampa, telhas agora mouras, era um terraço pavimentado e tinha ameias em Mocha de Torre, como permanece no convés do navio. Por esta razão é amplamente conhecido como Salamanca fortis (no século XV, espalhou-se um ditado, elogiando os quatro catedrais espanholas que foram considerados de maior grandeza, onde se lê: Sancta Ovetensis, pulchra Leonina, mergulha Toledo, fortis de Salamanca).

Em 1888, foi declarado um monumento do património mundial.

 

(c) images João Carvalho

 

turista • 14 de Novembro de 2012


Previous Post

Next Post

Deixe uma resposta

Your email address will not be published / Required fields are marked *